RSS

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Doce Express

Desde miúda que adoro cozinhar, especialmente doces!
Este é um doce que me lembro de fazer sempre que havia festas de aniversário em casa dos meus pais. Não me lembro se foi alguma receita que a minha mãe me tenha dito de alguma amiga, sei apenas que o faço à minha maneira, sem me guiar por qualquer receita e que considero um doce muito meu. Nem sabia ao certo que nome lhe haveria de dar para partilhar com vocês. Saiu o primeiro que me veio à cabeça! (eheheh)
O resultado sempre foi apreciado por todos os que gostam de doces e desta vez não foi excepção. É rápido e muito simples.

Parece um prato qualquer gratinado, mas é mesmo um belo e reconfortante Docinho!

Ingredientes:

1 Pacote de Pudim Boca Doce (usei sabor a leite condensado)
Leite para fazer o pudim
Açucar
2 Pacotes de Natas
1 e ½ Pacote de bolacha de Aveia

Preparação:

Fazer o Pudim Boca Doce, seguindo as instruções da embalagem e deixar arrefecer.
Enquanto o Pudim arrefece, triture as bolachas até ficarem tipo pão ralado. Batas as natas até ficarem bem firmes e cremosas e junte 2 colheres de açucar por cada Pacote.
Numa taça, que será onde vai servir, colocar o pudim depois uma boa camada da bolacha de Aveia ralada seguida de uma camada da totalidade das natas e depois polvilhar com o resto da bolacha.
Levar ao frigorifico mais de 3h, de preferência de um dia para o outro.

Servir bem frio.

Dica: Pode usar qualquer sabor do pudim. O de Caramelo também fica muito agradável. É um doce que se adaptar bem aos sabores preferidos de adultos e crianças.

Simples, não é?

Talvez nem seja digno de lhe chamar uma receita … mas acreditem que é uma sugestão bem saborosa.

Tarte de Frango com Cogumelos

Uma bela sugestão para uma refeição leve.
Ingredientes:


1 Massa Folhada
100 g de fiambre de frango
2 bifes de frango
½ Embalagem de cogumelos frescos
1 Pacote de Natas culinária
1 Tomate pequeno
½ Cebola
2 Dentes de alho
½ Caldo de galinha
Coentros e salsa a gosto

Preparação:

Pique a cebola, o tomate e os alhos. Num tacho com um pouco de azeite, coloque o preparado anterior. Deixe alourar. Junte um pouco de água quente e deixe cozinhar até a cebola ficar transparente.
Junte os bifes de frango cortados aos cubos, os cogumelos, o caldo de galinha e deixe cozinhar nesse refogado.

Enquanto a carne coze, vá estendendo a massa folhada com o rolo da massa até que fique bem fina. Unte a tarteira com margarina polvilhada de farinha e forre com a massa.

Quando os bifes estiverem cozidos, retire os cubos e pique na picadora. Envolva novamente com o refogado, os cogumelos e as ervas aromáticas (salsa e coentros), finamente picadas.
Deite o preparado na tarteira para ir ao forno, por cima coloque as fatias de fiambre de frango.

Com o que sobrou da massa folhada, tenda mais um pedaço que vai servir de cobertura da tarte. Coloque sobre o recheio da tarteira e com uma tesoura corte a toda a volta deixando uma margem de massa suficiente para unir com a massa que colocamos a forrar.

Com os dedos, vá unido uma massa à outra.

Como há sempre restinhos de massa, pode corta-la e usa-la como preferir para decorar a tarde. Eu fiz uma flor, para dar um aspecto mais simpático.
Leve ao forno até que a massa folhada se encontre cozida.
Deixe arrefecer, desenforme e está pronta a servir.

Dica: Este tipo de tarte salgada fica muito agradável acompanhada com uma salada. Também é um tipo de tarte que se pode servir fria.



Biscoiotos de Laranja e Côco (para a dispara-biscoitos)

Fazer “bolachinhas” em casa começa a ser uma prática que cada vez mais vou adoptando. O sabor é inconfundível relativamente às bolachas de compra, mais saudáveis e também uma boa forma de poupança, pois as quantidades superam bastante as de um pacote de bolachas dos hiper e supermercados.
Atendendo a que optei por fazer "bolachinhas" mais pequeninas, esta receita rendeu aproximadamente 30 unidades.

São óptimas para comer ao serão, naquelas noites frias acompanhadas por um chá quentinho.


Ingredientes:

1 Laranja (raspa e sumo)
140 g de Açúcar
170 g de Margarina
2 Colheres de Sopa de Côco Ralado
3 Colheres de Sopa de Sumo de Laranja
245 g Farinha de Trigo
2 Colheres de Sopa de Amido de Milho (Farinha Maisena)
1 Colhes de chá de Fermento em Pó
½ Colher de chá de Sal

Preparação:

Coloque a raspa de Laranja com a Margarina, 2 colheres de sopa de côco ralado, 3 colheres de sopa de sumo de laranja e o sal e com a batedeira, comece a bater bem.
Aos poucos junte a farinha de trigo, seguida da Farinha Maisena e o fermento. Bata tudo muito bem até obter uma massa ligeiramente mole e que não se pegue às mãos.
Divida porções da massa e insira no Dispara-Biscoitos.
Num tabuleiro forrado com papel vegetal, dispare os biscoitos com o disco para o formato desejado e leve ao forno até alourarem.
Deixe arrefecer em cima de um pano e depois de guarde num frasco de vidro com tampa hermética.

Dica: se preferir, pode polvilhar os biscoitos com açúcar.

Bom apetite!

Tarte de Amêndoa

Para quem é preciador de tarte de Amêndoa, aconselho esta receita. É bastante fácil e muito saborosa. Foi a delicia de um fim de semana cá em casa. Experimentem, vão adorar! 


Ingredientes:

Massa:

2 Ovos
200 g de Açúcar
200 g de Farinha s/ fermento
175 g de Manteiga (usei Planta)
1 Colher de chá de fermento em pó

Cobertura:

125 g de Amêndoa laminada
100 g Açúcar
125 g Manteiga ( usei Planta)
6 Colheres de sopa de leite (bem cheias)

Preparação da Massa:

Bata os ovos com o açúcar até formar um creme. Junte a manteiga previamente derretida, a farinha e o fermento e deixe bater alguns minutos até obter uma massa homogénea.
Unte a tarteira que vai levar ao forno e polvilhe com farinha para ser mais fácil desenformar.
Coloque a massa na tarteira e leve ao forno previamente aquecido.
Enquanto a massa coze, comece a preparar a cobertura.

Preparação da cobertura:
Junte todos os ingredientes num tacho e leve ao lume, sempre brando, até levantar fervura. Mexa sempre para não agarrar.
Quando a massa que está no forno estiver lourinha e quase cozida, retire e coloque o preparado da cobertura. Leve novamente ao forno até alourar.
Quando vir que a massa está cozida e a cobertura lourinha, retire do forno e deixe arrefecer para desenformar.

Dica Importante: se a sua forma de tarte tiver fundo amovível, será melhor forra-la com papel vegetal, também untado e polvilhado com farinha, pois esta massa é um pouco líquida e sai pela parte amovível da tarteira.

domingo, 26 de dezembro de 2010

Pão de Natal

Depois de ver várias receitas de pão, decidi fazer uma mistura de tudo o que me foi ficando retido na memória e saiu este pãozinho divinal. Como é dificil acertar nas gr do fermento de padeiro, optei  usar os preparados da marca Auchan, que uso habitualmente. Posso dizer que foi um sucesso.



Ingredientes:

300 ml de leite

500 gr Preparado de farinha para pão de mistura

2 Colheres de sopa de açúcar amarelo

2 Colher de sopa de farinha Maisena

1 Chávena de café de sultanas

1 Chávena de café de nozes

Whisky q.b



Preparação:

Prepare as nozes e as sultanas. Numa tacinha coloque um pouco de whisky e deixe as sultanas de molho.

Na máquina do pão, coloque o leite, a farinha, a farinha Maisena e o açúcar amarelo. Coloque no programa básico e deixe amassar.

A minha máquina, dá um sinal para indicar quando se acrescenta os ingredientes com os quais pretendemos dar um toque especial ao pão. Neste caso serão as passas e as nozes. Caso não tenha essa funcionalidade, deixe amassar até formar uma bolinha e depois acrescentar as passas e nozes de forma a ainda amassar mais um pouco para que se envolvam na massa.

Este pão ficou uma delícia e foi um sucesso na noite de natal.

Experimentem!

sábado, 25 de dezembro de 2010

Bolo Chocolate tipo brigadeiro

Como adoro chocolate, o bolo brigadeiro não poderia faltar na minha mesa de natal. Vi esta receita no "Petit Chef" e decidi experimentar. Não fica tão doce como o original, mas sinceramente prefiro assim. Ficou muito fofo , humido e saboroso.

Ingredientes:


Para o Bolo:

2 Chávenas de açúcar

2 Chávenas de farinha com fermento

1 Chávena de cacau em pó

1 Chávena de óleo ( usei Becel )

1 Chávena de água a ferver

5 Ovos



Para a calda para ensopar o bolo:

6 Colheres de sopa de açúcar

6 Colheres de sopa de manteiga

6 Colheres de sopa de leite



Para a cobertura:

1 Tablete de chocolate de culinária

1 Pacote de natas

Pepitas de chocolate ou raspas da tablete para enfeitar



Preparação do Bolo:

Coloque uma cafeteira ao lume com a água até ferver. Separe as gemas das claras. Bata as claras em castelo e reserve. Bata as gemas com o açúcar até formar um creme esbranquiçado, de seguida junte o óleo, a farinha e o chocolate em pó. Vai ficar uma massa sólida onde se juntam as claras já batidas e castelo e por último a água a ferver. Bata bem.

Leve o preparado anterior ao forno em forma sem buraco, untada com manteiga e farinha. Tenha em atenção para não cozer demasiado.

Preparação da Calda:

Junte todos os ingredientes num tacho pequeno e deixe ferver, mexendo se vez em quando.

Quando o bolo estiver cozido, antes de desenformar regue todo o bolo com a calda para ensopar e deixe arrefecer.

Quando desenformar, barre com todo o bolo com a cobertura.



Preparação da cobertura:

Derreta a tablete de chocolate juntamente com as natas, em banho-maria.

Eu optei por decorar o bolo com um quadradinho raspado e um pouco de coco para sobressair no chocolate.

Bom apetite!

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Arroz de Peixe


Para os apreciadores de peixe, como eu, um belo arroz de peixe. Delicioso!




Ingredientes:
(para 2 pessoas)

2 Postas de pescada para cozer

4 Delícias do mar partidas aos cubos

Mini camarões a gosto

1 Tomate

1 Cebola pequena

3 Dentes de alho

Azeite q.b.

1 Caneca média de arroz

1 Colher de sopa de sopa de marisco


Preparação:

Num tacho coza a pescada.

Enquanto a pescada coze, pique a cebola, os alhos e o tomate e reserve.

Quando a pescada estiver cozida, retire para um prato para arrefecer e guarde a água de cozedura.

Faça um refogado sem ser muito apurado e vá juntando aos poucos a água de cozer o peixe, para não secar. Quando estiver pronto junte o resto da água do peixe até ser suficiente para cozer o arroz. Deixe levantar fervura e junte o arroz, deixando cozer em lume brando. Após aproximadamente 10 minutos, junte a pescada previamente desfiada sem espinhas, as delícias do mar e os mino camarões de deixe levantar novamente fervura.

Não convém que o arroz seque. Se verificar que está a ficar seco e ainda não está cozido junte água a ferver ( se ainda tiver água da cozedura da pescada, melhor).

À parte desfaça uma colher de sopa de sopa de marisco numa tigela com água fria.

Quando o arroz estiver cozido, junte este preparado e aguarde 3 minutos.

O arroz estará pronto a servir.

Nota: a sopa de marisco vai tornar o arroz cremoso mas malandrinho. Por isso é que não convém deixar que o arroz seque durante a preparação.
Related Posts with Thumbnails